Edital do concurso da PM-TO sai no dia 25

Edital do concurso da PM-TO sai no dia 25

Com novo presidente, a comissão do concurso da Polícia Militar do Tocantins  dá continuidade aos preparativos para a publicação do edital prevista para 25 de agosto. Segundo a assessoria do governo do Estado, a comissão do concurso foi formada em janeiro e, desde então, tem promovido ações para a realização da seleção. Esta, irá oferecer mil vagas para o Curso de Formação de Soldados (CFSD) e 40 vagas para o Curso de Formação de Oficiais (CFO).

Substituindo o coronel Edvan de Jesus Silva, o coronel Marcelo Falcão Soares assume o cargo dando continuidade às tarefas da comissão do concurso. A notícia do novo presidente ocorreu por meio de uma publicação no Diário Oficial do Estado (nº 4.672).

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Glauber de Oliveira Santos, o concurso é necessário há muito tempo e tem por objetivo compor o quadro de efetivos, reforçando, assim, o policiamento do estado. Além disso, suprirá novas carências da instituição devido às próximas aposentadorias, ampliando em aproximadamente 25% o número atual de funcionários públicos. “Estamos satisfeitos porque o concurso da PM está se tornando uma realidade, a comissão trabalha para finalizar as diretrizes da elaboração do edital que em breve será divulgado”, enfatiza o coronel Glauber.

O último concurso realizado da PM de Tocantins foi realizado em 2013, organizado pela Consulplan. Naquela seleção, foram ofertadas 300 vagas para soldados, sendo 270 para homens e 30 para mulheres. O requisito era nível médio, escolaridade que deverá ser mantida, com vencimento inicial de R$3.057,77, mais auxílio-alimentação. Foi confirmado que os valores para o concurso de 2016 que serão reajustados.

Alguns dos outros requisitos eram ter idade mínima de 18 anos e idade máxima de 30 anos, altura mínima de 1,63m, se do sexo masculino, e 1,60m, se do sexo feminino. O concurso foi composto de prova objetiva e discursiva, exame de capacidade física, avaliação psicológica, exames médicos e odontológicos, investigação social e curso de formação.