TJ-DFT: Orientações de especialista para concurso

TJ-DFT: Orientações de especialista para concurso

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJ-DFT) é o órgão da região que mais convoca dentro do poder judiciário, segundo o juiz Aragonê Fernandes, professor do IMP Concursos. Além disso, segundo o especialista, o Tribunal está se expandindo e inaugurando novos fóruns, como a Circunscrição do Guará, e a previsão de inauguração em Águas Claras, Recanto das Emas e Itapuã. Ou seja, mais vagas, já que todos precisarão de servidores e juízes.

As inscrições para 80 vagas de analista e técnico judiciário já estão abertas. Os interessados têm até 8 de novembro para realizar o procedimento. As oportunidades para analista estão distribuídas pelas áreas de Apoio Especializado e Judiciária, com vencimentos iniciais de R$ 8,8 mil, referente a jornadas de 20, 30 ou 40 horas semanais, conforme função. Já para técnico judiciário são para área Administrativo e Apoio Especializado, com salário inicial de R$ 5,4 mil.

Para nível superior, Aragonê destacou os dois cargos da área Judiciária: Analista Judiciário, que deve chamar um número superior aos demais, e o de Oficial de Justiça, já que o salário é maior que o descrito no edital, pois já começa com uma gratificação, e tem um horário flexível.

Para os candidatos com nível médio, as oportunidades também são atrativas. “Hoje, entrando como técnico ou analista, a diferença é meramente no contracheque, uma vez que as oportunidades que podem ser oferecidas não se distinguem pelo cargo de origem”, afirma, ressaltando que mesmo entrando para nível médio, se o candidato tem nível superior, pode ocupar cargo em comissão ou função comissionada.

Outro fator de destaque, segundo o juiz, é a grande rede de proteção disponibilizada pelo Tribunal. De acordo com ele, além do plano de saúde, o órgão ainda conta com especialistas como médicos e dentistas, que estão à disposição para tratar do servidor e de sua família.

 

Blog do Concurso (Folha Dirigida)